Como declarar o Imposto de Renda pelo celular?
PUBLICIDADE

Como declarar o Imposto de Renda pelo celular?

Igor Juan

16 de março de 2021
Atualização:16 mar 2021 às 8:52

O prazo para a entrega da declaração do IR 2021 acontece entre os dias 1 de março e 30 de abril. E pode surgir a dúvida: como declarar o Imposto de Renda pelo celular? É possível?

A resposta é sim – a declaração pode ser feita pelo computador ou pelo aplicativo do Meu Imposto de Renda para smartphones. É uma maneira simples de fazer a declaração.

Mas é importante saber das limitações dessa possibilidade, para quem ela é indicada e ficar atento para evitar ter problemas na declaração do ano seguinte. O primeiro passo para declarar o Imposto de Renda pelo celular é fazer o download do aplicativo Meu Imposto de Renda 2021

Quem pode declarar o Imposto de Renda pelo celular?

A indicação da Receita Federal é de que os contribuintes que façam a declaração simplificada do IR usem o app. Isso porque o aplicativo não tem suporte para algumas informações que devem ser declaradas:

  • O preenchimento de declarações finais de espólio;
  • Rendimentos tributáveis ou pagamentos acima de R$ 5 milhões;
  • Ou  imposto pago no Exterior.

Ou seja: para quem precisa declarar alguma dessas informações, o mais indicado é realizar a declaração através do programa para computador, já que elas não poderão ser informadas através do aplicativo e, por isso, pode correr o risco de entrar na malha fina.

Vale lembrar que na declaração simplificada do Imposto de Renda, a Receita aplica um desconto padrão de 20% sobre todos os rendimentos tributáveis recebidos em 2020, não importa quais deles podem ser abatidos.

Portanto, ela é indicada para os contribuintes cujas despesas dedutíveis – ou seja, gastos que podem ser abatidos do cálculo do IR – forem, juntos, menores que 20% do total de receitas tributáveis ou cujos rendimentos tributáveis sejam de no máximo R$ 16.754,34.

Como declarar o Imposto de Renda pelo celular?

O primeiro passo para declarar o Imposto de Renda pelo celular é fazer o download do aplicativo Meu Imposto de Renda 2021 pela App Store, para dispositivos iOS, e pela Play Store para dispositivos Android.

Uma vez com o aplicativo instalado, os próximos passos são os seguintes:

  • Permitir que ele acesse os arquivos do seu dispositivo;
  • Informar seu CPF e data de nascimento na tela inicial;
  • Logo depois, o aplicativo vai listar todas as declarações anteriores que já foram entregues pelo contribuinte – e é aí que entra uma das vantagens de declarar através do celular.

Quem tiver o arquivo da declaração do ano anterior – no caso, 2020 – no seu celular (o arquivo pode ser transferido para o dispositivo ou, se você tiver entregue esta declaração pelo smartphone, ela estará salva nele), pode escolher a opção “Importar declaração do ano anterior”.

Com isso, todos os campos de identificação do contribuinte e outros campos da declaração serão preenchidos automaticamente, facilitando (e muito) o processo de declaração.

Caso você não tenha o arquivo no celular e queira começar uma declaração do zero, não tem problema: basta escolher “Iniciar declaração”. Aqui será necessário preencher todos os dados de identificação do contribuinte.

  • Seja para começar uma nova declaração ou importar uma anterior, o passo seguinte é criar uma senha de acesso e uma pergunta e resposta para o caso de perder a senha e recuperá-la.

A partir disso, a declaração já pode ser preenchida e, quando finalizada, enviada à Receita. É importante dizer que uma das facilidades de declarar o imposto de renda pelo celular é salvar a declaração preenchida, mesmo que não esteja finalizada, e retomá-la através do dispositivo ou de um computador.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Na prática, precisa declarar o Imposto de Renda quem se encaixa em alguns critérios estabelecidos pela Receita Federal, como o total de rendimentos tributáveis recebido ao longo de 2020, o valor total de imóveis e carros que tem em posses, etc.

Basicamente, precisa declarar o IR quem:

  • Recebeu, ao longo de 2020, mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis;
  • Possuiu, até 31 de dezembro de 2020, imóveis, veículos e outros bens cujo valor total é superior a R$ 300 mil;
  • Ganhou capital com a venda de imóveis, veículos e outros bens sujeitos à tributação;
  • Teve renda de atividade rural superior a R$ 142.798,50;
  • Recebeu mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos e não tributáveis ou tributáveis na fonte;
  • Quem teve rendimentos tributáveis (salário, aluguel, renda, aposentadoria) acima de R$28.559,70 e recebeu o auxílio emergencial em 2020 precisa devolvê-lo por meio da declaração.

Quem recebeu o auxílio mas, em 2020, teve o total dos rendimentos tributáveis abaixo de R$28.559,70 (valor da primeira faixa/linha da tabela progressiva anual do IRPF atual) não precisará devolver o benefício no IR 2021.

Aqui você confere todos os detalhes e informações sobre quem precisa declarar o Imposto de Renda.

Igor Juan

Jornalista de assuntos gerais, com especialização em assuntos de negócios e Política. Formando pela faculdade ESACM, com passagens pela RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora e Band.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *