×
☰menu
PUBLICIDADE

Circulação do vírus da dengue tipo II deixa Sorocaba em alerta

Gabriel Kazuo

21 de janeiro de 2020
Atualização:21 jan 2020 às 8:30

Vírus foi identificado em um paciente de Iperó, que trabalha em Sorocaba

A Divisão de Vigilância Epidemiológica e Zoonoses de Sorocaba está em alerta para a circulação do vírus da dengue tipo 2, que foi detectada em um paciente que reside em Iperó, e que trabalha em Sorocaba.

A entidade alerta que o risco de uma epidemia dessa doença na cidade é muito alto, por causa da grande circulação de pessoas, que vêm de áreas com alta proliferação do mosquito.

Segundo Thais Buti, chefe da Divisão de Zoonoses, o vírus da dengue tipo II é mais letal, em relação ao vírus do tipo I, pois os sintomas que aparecem são mais intensos. Os bairros, Carandá, Lopes de Oliveira, Cidade Jardim e Vila Angélica são as áreas que podem ser mais afetadas.

Para evitar que essa epidemia aconteça, a Prefeitura de Iperó está intensificando o combate ao mosquito Aedes Aegypti, em Sorocaba, a Zoonoses está realizando as atividades de prevenção da dengue nos bairros Cidade Jardim, Maria Antônia Prado, Lopes de Oliveira, Maria Eugênia, Vila Barão, Vila Hortência, Vila Sabiá, Parque São Bento e Vivendas do Lago, nesta semana.

Os sintomas comuns da dengue são: febre alta; dores no corpo; dor de cabeça; manchas vermelhas pelo corpo; dores nas juntas; dor atrás dos olhos e náusea/vômito. Caso a pessoa esteja apresentando um desses sintomas, é necessário procurar ajuda médica, o mais rápido possível.

Se a pessoa já estiver com suspeita de dengue, deve ficar atenta aos sinais de alerta: dor abdominal intensa e contínua; vômitos persistentes; acúmulo de líquido (no abdômen, pulmão e coração); sangramentos (de gengiva, nariz, no vômito/fezes, aumento da menstruação); dificuldade para respirar; cansaço ou irritabilidade; hipotensão postural e diminuição da urina.

Denúncias sobre criadouros de dengue devem ser feitas por meio do canal 156 ou pelo site da Prefeitura: www.sorocaba.sp.gov.br . Também é possível registrar a ocorrência pelo WhatsApp da Ouvidoria Geral do Município pelo número (15) 99129-2426, das 8h às 17h.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *