PUBLICIDADE

Caminhoneiros podem entrar em greve devido aumento do diesel

Gabriel Kazuo

29 de setembro de 2021
Atualização:29 set 2021 às 10:18

A alta no preço da gasolina e do diesel, para valores exorbitantes, faz com que o Sindicato dos Caminhoneiros cogite declarar uma nova greve da categoria. A paralisação em nível nacional está prevista para começar após o feriado do dia 12 de outubro.

Entretanto, a greve não é consenso entre os caminhoneiros, pois muitos entendem que a situação só pioraria a situação econômica do Brasil, e esperam até a data marcada da paralização, dialogar com o Governo sobre possíveis reajustes, para frear esse aumento.

Ainda segundo o líder sindical, a insatisfação com o Governo é muito grande, pois Bolsonaro nunca ”assume a responsabilidade” pela situação, jogando a ”bomba” para os governadores, exigindo que eles zerem o valor do ICMS.

Greve seria mais um ”golpe” na reeleição de Bolsonaro

Como se já não bastasse a perda de popularidade, a péssima gestão da pandemia, as recentes falas contra a paz nos 3 poderes, o risco iminente de apagão nas áreas que movimentam a Economia, uma hipotética greve dos caminhoneiros seria mais um fator que fará com que a popularidade de Bolsonaro desmorone.

E com essa perda de popularidade, cresce a cada dia a chance de Bolsonaro não ser reeleito em 2022, por conta de todos esses problemas, gerados pelas ações de seu Governo. Vale ressaltar que a classe já anda insatisfeita com ele, inclusive caminhoneiros que o apoiaram em 2018.

Sobre Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. gabriel.kazuo@correiodointerior.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *