Botucatu fará imunização geral contra a Covid com ajuda de Bill Gates
PUBLICIDADE

Botucatu fará imunização geral contra a Covid com ajuda de Bill Gates

Igor Juan

29 de abril de 2021
Atualização:29 abr 2021 às 18:04

Um projeto do Ministério da Saúde (MS) prevê a vacinação em massa de moradores de Botucatu, cidade do interior de São Paulo, com uso de vacinas da AstraZeneca, distribuída no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O objetivo é testar os efeitos da vacina quando aplicada em massa e sua eficácia contra novas variantes do coronavírus.

A cidade tem 148 mil habitantes, segundo dados do IBGE, mas a vacinação em massa deve ser realizada apenas os maiores de 18 anos, excluindo a população que já foi vacinada e os não vacináveis. A estimativa é de que cerca de 80 mil pessoas entre 18 e 65 anos recebam o imunizante e sejam avaliadas por um período de oito meses.

As doses da vacina serão doadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do governo federal em ação de parceria do Ministério da Saúde, da Universidade Estadual Paulista (Unesp; campus Botucatu), da Prefeitura de Botucatu,  Universidade de Oxford e da Fundação Bill e Melinda Gates.

vacinação em massa implicará em uma grande mobilização na cidade, já que o plano é aplicar a primeira dose em 15 dias. A logística ficará a cargo da prefeitura.

Essa será a segunda vez em que a cidade fará a vacinação em massa. Em 2009 o setor de saúde da cidade realizou uma vacinação geral em toda população em meio a febre amarela. A logística de vacinação em massa contra a covid-19 será feita pelo poder público local ao que apurado pelo Correio do Interior.

Um dos fatores que levaram à escolha de Botucatu para o projeto foi o envolvimento da população com as medidas contra a doença. A cidade já aplicou quase 100 mil testes para covid-19, índice duas vezes superior ao do Estado de São Paulo.

Vacinação em massa em Serrana

Serrana, também no interior de São Paulo, realizou no mês de abril  a vacinação em massa da população adulta do município contra o coronavírus. Segundo dados divulgados pelo Instituto Butantan, 27,1 mil pessoas receberam as duas doses de CoronaVac, o imunizante feito em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A vacinação atingiu 97,9% do público-alvo, que era toda a população com mais de 18 anos do município. Vivem na cidade aproximadamente 45 mil pessoas.

De acordo com o diretor médico de pesquisa clínica do Instituto Butantan, Ricardo Palacios, os resultados da vacinação poderão ser vistos em maio, quando as pessoas imunizadas deverão ter desenvolvido anticorpos a partir da ação da vacina. “O que a gente tem que pedir é um pouco de calma, de paciência”, afirmou, acrescentando que é preciso esperar até que seja possível medir a eficácia da vacina na população.

Segundo Palacios, durante a aplicação das 54,8 mil doses no município foram verificados 46 eventos adversos graves. Nenhum dos casos estava ligado com a vacinação.

Chamada de Projeto S, a vacinação em massa em Serrana pretende determinar se a imunização pode efetivamente diminuir a transmissão do vírus. Há a possibilidade de que o imunizante apenas evite os casos mais graves, mas que o vírus continue circulando e causando novas infecções.

A participação dos cidadãos no estudo ocorreu de forma voluntária.

O estudo é semelhante ao que já foi realizado em Serrana, outra cidade do interior paulista, com a vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan.

No estudo clínico da Coronavac, coordenado pelo Instituto Butantan, 98% dos moradores de Serrana cadastrados receberam as duas doses, entre meados de fevereiro e o início de abril deste ano. A imunização atingiu 28,3 mil dos 45,6 mil habitantes, índice de 60% da população total. Os dados ainda estão em análise, já que os vacinados serão acompanhados durante um ano.

O Butantan pretende divulgar os primeiros dados em maio.

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *