Bomba: Produtores do Big Brother Brasil pediam foto íntima em seletiva
PUBLICIDADE

Bomba: Produtores do Big Brother Brasil pediam foto íntima em seletiva

Redação

9 de junho de 2021
Atualização:09 jun 2021 às 13:32

Uma reportagem exibida no dia 8 de junho  no telejornal “Balanço Geral”  da TV Record colocou em xeque a credibilidade do maior reality show do país: o Big Brother Brasil.

A universitária Aline Vargas, de Belo Horizonte, abriu um boletim de ocorrência contra dois produtores do programa, onde os acusa de assédio sexual. Eles teriam pedido fotos íntimas da então candidata para que ela seguisse no processo seletivo do BBB22.

De acordo com a reportagem, Aline foi procurada pelos dois produtores, que disseram que iriam ajudá-la a entrar no elenco da próxima temporada do programa. Como troca, ambos teriam feito propostas sexuais para que a universitária avançasse na seletiva.

Aline disse que, em 2020, se inscreveu para o Big Brother Brasil 21, mas acabou não avançando para as fases seguintes da seletiva do reality. No começo de 2021, ela teria sido procurada por meio de mensagens privadas no Instagram pelos tais produtores. “Não [desconfiei], o BBB também tem os famosos olheiros, então achei que ele estava fazendo esse papel”, disse a moça.

Ainda de acordo com a denúncia, um dos produtores apontados por Aline seria influente nos bastidores, e já teria aparecido em fotos com outras ex-BBBs que ele supostamente teria ajudado a colocar em edições passadas.

“Eu fiquei em estado de choque. Eu estava com meu marido do lado”, disse Aline. “Você tem poucas chances. Você é casada, não é um perfil que agrada, porém, tudo é possível”, teria dito um dos produtores após negativa da universitária.

Segundo a reportagem do “Balanço Geral”, um inquérito policial da denúncia já possui mais de 100 páginas. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil, e os homens apontados por Aline devem ser ouvidos em breve.

TV Globo disse, em resposta à reportagem da Record, que não tem conhecimento do inquérito e que não comenta questões relacionadas a normas legais e regulamentares. A emissora ressaltou que possui um Código de Ética que deve ser seguido por todos os seus colaboradores

 

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *