Bolsonaro pode voltar ao PSL e ter Datena como vice presidente
PUBLICIDADE

Bolsonaro pode voltar ao PSL e ter Datena como vice presidente

Igor Juan

2 de agosto de 2021
Atualização:02 ago 2021 às 15:41

Eleições: deputados do PSL que já demonstraram interesse não foram citados (Isac Nóbrega/PR/Flickr)

Bolsonaro e o jornalista José Luiz Datena poderão em breve selar uma união para juntos disputarem as eleições presidenciais de 2022.

Deputados e membros do partido PSL (Partido Social Liberal) estão em articulações – conversas para que José Luiz Datena, apresentador do Brasil Urgente da Band seja vice-presidente em chapa formada com Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições de 2022.

Em junho o jornalista trocou de partido. Ele deixou o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) e migrou para o partido que elegeu Bolsonaro, em 2018. Com essa formação – união, Bolsonaro retornaria ao PSL, pois ele deixou o partido em novembro de 2021 em ideia de criar o seu próprio partido o Aliança pelo Brasil, e também por desentendimentos com o presidente do partido Luciano Bivar.

Ao longo de três décadas de carreira política, Bolsonaro tem histórico de troca de partidos. O PSL foi o oitavo partido por onde Bolsonaro passou. Antes, o presidente teve passagens por: PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP e PSC.

Ainda sobre a parceria Bolsonaro – Datena, segundo pesquisa feita pelo Datena aparece na disputa para o senado com 23%. Márcio França tem 16%; José Serra tem 10%; e Carla Zambelli tem 9%. Brancos e nulos chegam a 22%. Não souberam, 5%.

A pesquisa foi feita por telefone e entrevistou 1000 eleitores, entre 28 e 29 de junho. A margem de erro é de 3,2 pontos.

Até então, Lula (PT) deve entrar na disputa contra Bolsonaro, que deseja ter Datena como vice para fortalecer sua base. Ciro Gomes (PDT) é outro nome certo nas eleições.

PSDB ainda não definiu candidatos porém tem três nomes na mesa: João Doria, governador de São Paulo; Tasso Jereissati (PSDB-CE); e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Doria se apresenta ao país como o “o pai da vacina”, após todo o investimento feito pelo governo paulista no Instituto Butantan. Jereissati está sendo incentivado por Fernando Henrique Cardoso, um dos líderes do partido.

 

Igor Juan

Jornalista de assuntos gerais, com especialização em assuntos de negócios e Política. Formando pela faculdade ESACM, com passagens pela RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora e Band.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *