PUBLICIDADE

Bolsonaro já tem seu vice para eleições 2022 e bater Lula

Igor Juan

15 de novembro de 2021
Atualização:15 nov 2021 às 13:49

Bolsonaro já se prepara a todo vapor para eleições de 2022, buscando sua reeleição em meio a um percentual de rejeição de pouco mais da metade dos brasileiros, segundo pesquisas.

Sem partido a um longo período, o presidente negocia sua possível filiação ao PL 0 Partido Liberal, o que aumenta as esperanças do ministro das Comunicações, Fabio Faria, que pode ser  vice-presidente com Jair Bolsonaro.

Entretanto nas negociações, para garantir maior base de apoio entre na câmara e senado, Bolsonaro tem sinalizado que estrategicamente se fechar com o PL, quer ter um vice  filiado ao partido Progressistas.

Fabio Faria atualmente está filiado ao partido PSD – Partido Social Democrático Faria, mas já acertou sua filiação ao PP – Partido Progressista. Como é deputado federal, ele só poderá efetuar a troca de partido em abril de 2022, período em que a Justiça Eleitoral permite em geral a troca partidária sem risco de perda de mandato.

Em analise dos fatos, a união de Bolsonaro e Fabio Faria também seria para concretizar sua imagem eleitoral e conquistar votos na região Nordeste, onde Fabio é bem avaliado e aceito politicamente, tendo um predomínio eleitoral no  Rio Grande do Norte.

Lula e Geraldo Alckmin juntos para combater Bolsonaro

Para evitar que Bolsonaro seja reeleito presidente em 2022, a definição quanto a uma possível  chapa presidencial entre o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), pode ocorrer em breve.

Após o dia 21 de novembro, o PSDB escolherá seu candidato a presidência e Geraldo  definirá seu destino eleitoral.

Caso decida trocar os tucanos pelo PSB, Alckmin terá ‘caminho livre’ para aceitar disputar a corrida ao Planalto no próximo ano ao lado do ex-presidente.

PT e PSB se reaproximaram nos últimos meses após a filiação de dois parceiros de Lula: Flávio Dino, governador do Maranhão que migrou do PCdoB para o Partido Socialismo e Liberdade; e Marcelo Freixo, deputado federal que chega do PSOL.

Datena fecha acordo com  Geraldo Alckmin

O apresentador do telejornal – Brasil Urgente da TV Band, José Luiz Datena vai assinar sua filiação ao PSD, a convite e acordo com Gilberto Kassab no dia 24 de novembro, em Brasília. Datena já bateu o martelo e disse que vai concorrer as eleições ao cargo de senador, sendo um desejo antigo de entrar para Política.

Junto com Marcio França e Geraldo Alckmin, a informação é que o trio já fechou um acordo de aliança política, independente de partidos para realizar ações de trabalho] e apoio em geral de forças.

Igor Juan

Jornalista editor-chefe do Correio do Interior. Formando pela faculdade ESACM Sorocaba. Atuou na RedeTV!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *