Bebê morre em vaso sanitário e enfermeira mandar dar descarga
PUBLICIDADE

Bebê morre em vaso sanitário e enfermeira mandar dar descarga

Gabriel Kazuo

9 de setembro de 2021
Atualização:12 set 2021 às 1:09

Um parto completamente mal planejado custou a vida de um bebê de 7 meses, na cidade de Balneário Camboriú, no Estado de Santa Catarina.

Segundo a mãe, o bebê teria morrido por afogamento, após o parto ser realizado numa privada em um hospital da cidade. Ela acusa a equipe médica pelos erros que foram cometidos durante todo o processo. O primeiro dos erros foi na demora em realizar o ultrassom, que já comprometeu a saúde do feto.

No Sábado (04), a mãe começou a sentir fortes dores na barriga e foi conduzida até o hospital, onde as enfermeiras não detectaram o nascimento da criança. Após as dores persistirem, foi realizado o ultrassom, onde descobriram que o bebê estava para nascer, mas que estava praticamente sem vida.

O segundo erro que foi cometido foi a não internação da mulher, que foi liberada para ir ao banheiro, onde teve seu filho saindo na privada. Ao saber que havia dado a luz, ela e o marido ficaram muito preocupados, e chamaram ajuda.

Completamente sem saber o que fazer, as enfermeiras disseram para o pai dar a descarga no bebê, que ficou preso na privada ainda na placenta. O médico que atendeu a família precisou chamar ajuda para quebrar a privada e tirar o feto de lá, mas já era tarde pois a criança já estava morta.

O Hospital onde o caso aconteceu irá i9nvestigar o caso internamente, e se for constatado erro por parte da equipe médica, todos os envolvidos serão afastados.

Gabriel Kazuo

Formando em jornalismo pela faculdade ESAMC, é jornalista de editoria geral no Correio do Interior. [email protected]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *