Assumindo incompetência, Alexandre Peixinho diz que não será candidato a reeleição à Prefeito de Mairinque


18/10/2019 l Atualizada em - 18/10/2019 às 13:58

O atual Prefeito de Mairinque,  Ovídio Alexandre Azzini, popularmente conhecido como Alexandre Peixinho (PP) esteve na  quarta-feira (16), na Expo São Roque, evento que reúne produtores de vinhos e alcachofra da cidade de São Roque, e falou sobre as eleições municipais de 2020.

Ao lado do Prefeito de São Roque, Cláudio Góes, o chefe do executivo mairinquenses ao ser questionado por jornalistas que estavam no evento, sobre seus planos futuro para politica regional, Peixinho disse que não será candidato à reeleição.

Em fortes palavras, Peixinho que não tem agradado os moradores da cidade, junto à sua equipe de Governo, disse: “Peço a Deus todos os dias pra que isso não aconteça comigo novamente”. Disse ele em entrevista a um blog local.

Ao transcorrer da entrevista ele diz que se vê decepcionado em querer fazer as coisas funcionarem e não ter recursos e que diante a essa situação, a oposição promove ataques a sua imagem.

“Está praticamente impossível de administrar o município [Mairinque], com a queda de arrecadação de ISS e ICMS, além dos repasses federais e estadual que diminuiu bastante. Ainda passaram postos de saúde e unidades escolares, para administração municipal cuidar, mas não estão mandando verba  suficiente para manter o funcionamento de modo 100%” Ressaltou ele em entrevista.

O modo em que ele direcionou suas palavras aos jornalistas logo gerou impacto nos bastidores da política regional, principalmente em Mairinque, em que alguns parlamentares levam entre eles que Peixinho assumiu e reconhece sua incompetência de administrar a cidade.

Ao final da entrevista ele ainda destacou a importância de se ter uma união dos municípios como São Roque, Mairinque e Alumínio, apara que um venha a ajudar ao outro. Por fim ele desejou boa sorte a Cláudio Góes que diferente dele, será candidato a reeleição em São Roque.

Mas alguns jornalistas perceberam que o desejo de boa sorte foi dito em tom irônico, pois para Claudio Góes a situação também não é das melhores em meio administração, bastidores político e avaliação dos eleitores. Procurado pelo Correio do Interior para saber se irá apoiar algum pré-candidato, Peixinho não quis se pronunciar.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *