Advogado pede à Justiça que solte casal de Mairinque investigados na morte de Vitória Gabrielly


29/06/2018 l Atualizada em - 29/06/2018 às 19:38

Na manhã desta sexta-feira (29) a polícia realizou a prisão do casal envolvido na  morte da jovem Vitória Gabrielly de 12 anos.

Bruno Marcel de Oliveira, de 33 anos e Mayara Borges de Abrantes, de 24 anos, tiveram decreto de prisão temporária por 30 dias com base em nas declarações dada em depoimento por  Júlio César Lima Ergesse.

O advogado do casal, Jairo Coneglian, encaminhou à Justiça um pedido de liberdade para seus clientes, alegando que não há provas concretas  contra eles. O pedido deve ser respondido dentro das próximas horas.

O que também levou a prisão do casal foi um odor identificado por um cão farejador que apontou que Bruno Marcel esteve no local onde o corpo da jovem foi encontrado no dia 15 de junho em uma mata no bairro Caxambu, em Araçariguama (SP) cidade no qual ela estava desaparecida desde o dia 8 de junho quando saiu de casa para andar de patins.

A identificação do odor foi feita em uma vistoria na casa do casal em um par de sapato usado por Bruno. A polícia ainda não deu novas informações sobre essa situação.

Contradições contatas pelo casal em depoimentos ao caso também reforçam o pedido de prisão pedido pela delegacia de Araçariguama. Bruno segue preso em uma sela na delegacia de São Roque e Mayara foi levada a cadeia feminina de Votorantim.

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *