Adolescente de 15 anos tenta vender bebê em semáforo em Sorocaba
PUBLICIDADE

Adolescente de 15 anos tenta vender bebê em semáforo em Sorocaba

Igor Juan

2 de setembro de 2021
Atualização:02 set 2021 às 18:43

Em Sorocaba, Interior de São Paulo, uma motorista foi abordada em um semáforo da Avenida Elias Maluf, no bairro Wanel Ville, zona oeste da cidade, por uma adolescente que vendia um bebê.

A motorista abordada pela  jovem é Adelaide Figueira, moradora do Jardim Tulípas. Ela disse a um blog da local, que a jovem de aparentemente 15 anos, teria oferecido um bebê de colo, tendo aproximadamente 5 meses de idade pelo valor de R$ 100.

Adelaide relatou que ficou chocada com a “oferta” da adolescente, e perguntou o porque ela estava fazendo isso e de quem era a criança. A adolescente teria respondido que a criança era dela e que estava vendendo o filho por não ter condições de sustentar a criança, pois o pai havia sido preso há pouco tempo, e ela também disse que não tinha o apoio dos pais.

Adelaide conta ainda que estacionou o carro para saber mais sobre a situação e  ajudar a jovem e o bebê, que estava sendo vendido como objeto. O fato inusitado e ao mesmo tempo ocorreu na manhã de quarta-feira (01). Porém, segundo Adelaide, ao deixar o carro em um estacionamento a adolescente saiu correndo com o bebê no colo.

Ao ver a garota correndo, a motorista teria tentado ir atrás da menina, dirigiu pelo bairro, entretanto, não a localizou.

A motorista acredita que o ocorrido poderia ter sido um golpe para tentar um possível roubo, ou a mãe seria uma usuária de drogas, e estava tentando vender o próprio filho para usar entorpecentes. A motorista, nos informou ainda que não registrou boletim de ocorrência por medo de ser reconhecida, pois passa pelo local diariamente para trabalhar.

Venda de crianças é crime no Brasil

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, “Art. 238, prometer efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa: Pena – reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa. Incide nas mesmas penas quem oferece ou efetiva a paga ou recompensa.

Igor Juan

Jornalista de assuntos gerais, com especialização em assuntos de negócios e Política. Formando pela faculdade ESACM, com passagens pela RedeTV!, Jornal O Democrata, SP Agora e Band.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *