4° tempestade destrutiva de areia pode ocorrer essa semana no Brasil
PUBLICIDADE

4° tempestade destrutiva de areia pode ocorrer essa semana no Brasil

Igor Juan

4 de outubro de 2021
Atualização:04 out 2021 às 12:07

No sábado 2 de outubro o Correio do Interior noticiou uma possível 3ª tempestade de areia/poeira que poderia ocorrer em qualquer localidade do Brasil, e de fato a terceira tempestade ocorreu.

Na tarde de domingo 3 de outubro cidades do noroeste paulista foram atingidas pela tempestade. O fenômeno começou com ventos fortes e foi registrado por moradores em Catanduva, Novais e Santa Adélia, interior de São Paulo.

Ao longo de 2021 o Brasil tem vivenciado inúmeras situações climatológicas que pouco ou raramente eram registras e vista pelo país.  A primeira tempestade de areia ocorreu no interior de São Paulo e Minas Gerais no dia 26 de setembro e causou espanto entre os moradores das cidades atingidas, e prejuízos em Ribeirão Preto, Franca e Barretos.

A segunda tempestade ocorreu no dia 1° de outubro (Sexta-feira) e tornou o dia em noite em poucos minutos nas cidades de: Presidente Prudente, Penápolis e Pereira Barreto.

Segundo a meteorologista Estael Sias, da MetSul, o fenômeno é comum em países da Ásia, onde é conhecido como haboob. Ele é causado por temporais de chuva com ventos fortes que, ao entrarem em contato com o solo seco, encontram resquícios de queimada, poeira e vegetação, os quais acabam criando um “rolo compressor” de sujeira que pode chegar a até 10 quilômetros de altura.

“Primeiro, vem a nuvem de temporal e tempestade, que gerou a corrente de vento mais horizontal e bagunçou todos esses detritos. Como faz meses que não chove naquela região, tem muita poeira, o solo e a vegetação estão secos, e as queimadas também contribuíram”, explica Estael.

Apesar de Estael explicar que este é um evento natural devido às condições do clima, ela também aponta que ele é mais característico de países da Ásia e não tão comum ao Sudeste do Brasil.

Entretanto, ele diz que o fenômeno tem uma forma de se dissipar sozinho: “O vento que segue da tempestade vai ajudando a espalhar mais essa areia e ela se dissolve, como o processo do nevoeiro, que é lento mas ajudado pelo próprio vento”.

Segunda tempestade de areia causou mortes

A segunda tempestade de areia/poeira causou a morte de um operário de uma obra em Tupã, interior de São Paulo. 

A tempestade chegou  na cidade com rajadas de vento que derrubaram o muro de uma obra no bairro Reserva Tupã, onde trabalhava Fábio Alex Marques Castro, de 42 anos, que foi atingido pelos escombros.  Levado com ferimentos graves para a Santa Casa da cidade, ele não resistiu. Seu corpo foi velado neste sábado, 2, e sepultado no Cemitério da Saudade.

Em Santo Antônio de Aracanguá (SP), funcionários de uma usina e de uma fazenda usavam tratores e caminhões-pipa no combate a um incêndio quando foram surpreendidos pela tempestade com ventos de mais de 80 km/h levantando uma nuvem de poeira, fumaça e fogo. A equipe no local não teve tempo de se abrigar e foi envolvida pela tempestade. Três pessoas – dois funcionários de uma usina e um dos proprietários da fazenda – morreram.

Até o início da tarde de sábado (2 de outubro) 12 cidades da região estavam com abastecimento de água prejudicado por causa da falta de energia, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Redes de comunicação por internet e telefonia também estavam fora do ar.

A prefeitura de Osvaldo Cruz decretou situação de emergência em decorrência dos estragos. “O município, tanto nas zonas urbana como rural, foi duramente castigado pelo fortíssimo vendaval em situação de anormalidade, culminando com a falta de energia elétrica e abastecimento de água, sem previsão de restabelecimento”, informa o decreto.

Quarta tempestade de areia é prevista

O Correio do Interior com serviços de meteorologia apurou que uma quarta tempestade pode ocorrer de modo imprevisto a qualquer momento pelo Brasil, em qualquer cidade que apresente condições especificas para formação do efeito haboob

O Correio do Interior é produzido por jornalistas que apuram e chegacam informações dos fatos diariamente notíciados no jornal.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *