384 ocorrências de queimadas foram registradas em Sorocaba entre agosto e outubro de 2019


02/12/2019 l Atualizada em - 02/12/2019 às 13:23

Do total das ocorrências, 138 foram atendidas pela equipe do Corpo de Bombeiros e 246, pela Brigada Corta-Fogo.

Entre agosto e outubro deste ano, o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura de Sorocaba realizaram o atendimento de 384 ocorrências de queimadas na cidade. O trabalho fez parte da Campanha de Prevenção e Combate às Queimadas, realizada pela Secretaria do Meio Ambiente nos meses considerados mais críticos de estiagem. Do total das ocorrências, 138 foram atendidas pela equipe do Corpo de Bombeiros e 246, pela Brigada Corta-Fogo.

A iniciativa também ocorre através de um termo de adesão firmado em agosto entre o Município e o Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima), para o Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, denominado Operação Corta Fogo, que atende ao decreto estadual nº 56.571/2010. Com isso, Sorocaba responsabilizou-se por garantir as condições necessárias para implementação de ações de prevenção e combate a incêndios em coberturas vegetais no território municipal.

As queimadas trazem danos à saúde e ao meio ambiente, pois a fumaça e a fuligem podem provocar doenças respiratórias graves, comprometendo, principalmente quem sofre de asma e de bronquite. Outro risco está na queima ilegal de lixo, quando são lançados na atmosfera, os compostos tóxicos que podem provocar severas irritações às vias respiratórias. Além disso, a queima de qualquer material combustível produz o gás carbônico, que é principal responsável pelas alterações climáticas do planeta, ocasionando fragilidade na atmosfera.

A Brigada-Corta Fogo contou com três servidores municipais do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e um integrante da Coopereso (Cooperativa de Egressos e Familiares de Egressos de Sorocaba e Região). A equipe permaneceu neste período à disposição na base do Corpo de Bombeiros do Cerrado. Ao receber as chamadas através do telefone 193, as equipes eram direcionadas para atender as ocorrências. Para isso, eles receberam um treinamento no Corpo de Bombeiros, quando aprenderam as técnicas para o combate a fogo em mata com o uso da mochila costal e abafadores.

Para o tenente Heron Buono de Oliveira, a parceria foi extremamente positiva. “No período de estiagem temos uma demanda altíssima de incêndios em cobertura vegetal”, destaca.

Fiscalização

Além do combate ao fogo, a Secretaria do Meio Ambiente também realizou a fiscalização através de denúncias feitas pela Central de Atendimento da Prefeitura de Sorocaba, pelo telefone 156. A denúncia é encaminhada para a Patrulha Ambiental que faz a fiscalização no local.

A equipe da Patrulha fotografa e faz a medição da área atingida pela queimada. Assim que a Seção de Controle e Fiscalização Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente recebe o relatório, faz o mapeamento e o enquadramento na Lei e elaboração do auto de multa. Caso não haja flagrante, é feito o levantamento de quem é o proprietário do terreno para autuação.

Ao presenciar uma queimada, o cidadão deve ligar para o telefone 193 (Corpo de Bombeiros). Já denúncias devem ser feitas pelo telefone 156 (Prefeitura de Sorocaba). A prática é criminosa e a multa pode chegar em até R$ 3.030,00, conforme a lei municipal nº 10.151, de 27 de junho de 2012.

As pessoas também podem contribuir não ateando fogo em mato, lixos e folhas; descartando corretamente lixo, entulhos de construção, restos de poda e folhas secas; não jogando bituca de cigarro nas vias públicas; e orientando parentes, amigos e vizinhos sobre os problemas da queimada. Além disso, é muito importante os terrenos sejam mantidos limpos pelos proprietários.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *