universal-security

MP aponta superfaturamento na compra de remédios na gestão Binho em Mairinque


11/03/2019 l Atualizada em - 11/03/2019 às 12:59

O Ministério Público do Estado entrou com uma ação contra o ex-prefeito de Mairinque, Binho Merguizo (PMDB), pelo acusação de suposto superfaturamento na compra de remédios.

O superfaturamento na compra de medicamentos
antidepressivos e para artrite teriam sido feitos em 2016 na gestão do ex-prefeito Binho Merguizo (PMDB), envolvendo uma farmácia da cidade. Brevemente ao que informou o promotor de justiça Thiago Garcia, a compra dos medicamentos causou um prejuízo de R$ 55 mil aos cofres públicos.

O ex-prefeito disse que ainda não foi oficialmente informado e que não teve acesso ao processo, ao que ele informou.

A prefeitura de Mairinque, atualmente sob o comando de Alexandre peixinho, informou que não tem registros de entrada dos medicamentos citados e no período citado, e que foram entregues diretamente no pronto atendimento no bairro Vila Sorocabana, e não no almoxarifado da prefeitura.

O ex-prefeito que em 2018 já havia sido condenado por improbidade administrativa por autopromoção em caros oficiais da prefeitura com o uso do slogan – “Mairinque Melhor”,  agora é apontado em ações do MP por enriquecimento ilícito. O Ministério Público ainda pede a devolução do valor pago a mais pelos medicamentos e multa.

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *