Correio do Interior

A Serviço da informação

28 de setembro de 2018

email

Segundo turno nas eleições para presidente, e a Guerra continua…

By on 9 de outubro de 2018

Entre muitos tiros, bombas e explosões, ainda não houve o término de nossa Guerra Fria Civil no Brasil. Na última batalha aconteceram muitas baixas. O que antes era uma luta de várias frentes, agora se tornou um combate de dois exércitos, com seus milhões e milhões de soldados se preparando para o confronto final. Agora, cada lado recebe reforços dos outros grupos baixados.

De um lado, o Exército Vermelho, liderado por um tirano que dá as ordens de dentro de sua masmorra, pois está lá devido às punições recebidas por seus crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

De outro lado, temos o Exército Verde Amarelo, liderado por um insurgente, que formou seu exército a partir da revolta do povo, que sofre com as conseqüências do plano maligno do Tirano Vermelho, que os deixou em situação calamitosa para satisfazer sua sede de poder a qualquer custo.

Aparentemente o Exército Verde Amarelo tem uma vantagem para a vitória, mas deve tomar cuidado, pois o Exército Vermelho usará de todos os seus artifícios para retomar o poder da Terra Prometida. Essa terra de gente batalhadora e sofrida, que com sua boa fé, acabou caindo nas garras e nas ilusões pregadas por seus membros, levando a uma situação de destruição e miséria.

Muitos ainda são os iludidos com as promessas de um paraíso, das facilidades, das curas para os males e da igualdade entre todos, mas após anos de saques ao tesouro, enganações e traições, o povo dessa terra, em sua maioria, tende a lutar até o fim, por sua liberdade, sua sobrevivência e seu futuro. Lutar de forma a fazer todos enxergarem, o quão grande é a maldade e o veneno escondidos em seus discursos floridos e manipuladores. É culpa daqueles que ainda acreditam na salvação que o tirano outrora prometeu? Não.

São pessoas boas, sofridas e ingênuas, que por hora não conseguem vislumbrar uma vida melhor sem ser sob a sombra da tirania do Exército Vermelho. Agora é à hora da união do povo de bem, para buscarem um futuro promissor e livre da tirania, a qual nossos vizinhos venezuelanos vivem e sofrem. Essa guerra deve derramar muitas lágrimas, mas lágrimas de alívio e lágrimas de alegria, quando virmos que a guerra acabou e a bondade venceu a maldade, que a justiça venceu o crime, que as pessoas de bem são maioria e que possamos sonhar com um futuro melhor.

Vicente Bernardes

Pensador livre, Marketeiro, MICO-empresário, praieiro quando sobra dinheiro, pesquisador de assuntos que ninguém entende e não eleitor do crime organizado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *