Correio do Interior

A Serviço da informação

28 de setembro de 2018

email

Crespo inaugura centro de operações da Defesa Civil em Sorocaba

By on 28 de setembro de 2018

O prefeito José Crespo e o secretário de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), Jeferson Gonzaga, inauguraram o Centro de Operações da Defesa Civil na sede da Guarda Civil Municipal, no Jardim Ana Maria, nesta quinta-feira (27).

A Defesa Civil de Sorocaba foi inaugurada em 1977 e em janeiro de 2007, o decreto 10.082 criou a Comissão da Defesa Civil, formada por representantes de todas as Secretarias Municipais e pessoas da sociedade. Neste governo mais um avanço importante: o monitoramento 24 horas, em tempo real sobre a situação climática da cidade, no sentido de prevenção de possíveis catástrofes.

“Sorocaba ganha muito com este Centro. São várias equipes públicas e também privadas, voluntários que trabalham no momento de intempéries, que nestes momentos antes destes casos precisam agir de forma correta e de forma integrada, então isso é um avanço para nossa cidade”, falou José Crespo.
De acordo com o chefe de seção da Defesa Civil, Alexandre Lima, foi nesta gestão que o trabalho de prevenção foi intensificado, antes mesmo deste Centro de Monitoramento. “Nós da Defesa Civil tivemos um incentivo muito grande no governo Crespo para trabalhar com prevenção e, por isso, já realizamos diversas ações. Entre elas, a remoção de mais de 350 famílias de áreas de risco. Não para por ai, em 2019, nós vamos fazer um trabalho com fantoches dentro das escolas municipais”, revelou ele.

O trabalho integrado do órgão está diretamente ligado ao Corpo de Bombeiros. “Prefeito eu cuido de 50 municípios da região e nunca vi em nenhuma destas cidades um trabalho tão bem desenvolvido, como o da Defesa Civil de Sorocaba,” ressaltou o Tenente-Coronel Miguel Ângelo, comandante do 15° Grupamento de Bombeiros.

Para o secretário Jeferson, este projeto tem papel imprescindível em momentos de possíveis desastres. “Utilizamos a tecnologia para trabalhar com a prevenção. Por meio deste monitoramento, vamos saber sobre quando e como a chuva vem, a velocidade do vento, e o monitoramento constante das áreas de risco”, conclui ele.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *