Correio do Interior

A Serviço da informação

28 de setembro de 2018

email

Comerciantes de São Roque se unem para melhorias de situações básicas na região central da cidade

By on 24 de julho de 2018

Um grupo de cerca de 30 comerciantes se reuniram na noite segunda-feira (23), em uma reunião fechada sem a presença de membros políticos da cidade, para discutir situações e ações que possam viabilizar uma mudança quanto ao atual cenário do centro da cidade de São Roque.

A reunião organizada por um comerciante e que foi realizada em um espaço da Associação Comercial, mas sem qualquer vínculo com a mesma, sendo por sí um movimento de mudança, ouviu e debateu relatos de lojistas e comerciantes de áreas variadas para mudarem situações em comum, que para eles causa preocupação.

Durante o encontro três pontos foram abordados em que a região central da cidade necessita de mudança. Um dos três pontos mais debatidos foi sobre a limpeza e colocação de lixo para coleta, em que alguns moradores e comerciantes colocam lixo e material diverso para coleta fora do dia e horário especifico da limpeza.

 “Muitos moradores e comerciantes sem muita orientação  e consciência colocam o lixo de seu estabelecimento/residência  para coleta fora do dia e horário especifico, o que acaba gerando uma imagem ruim na região central da cidade, que muitas das vezes acaba ficando suja e gerando outros  problemas” relatou um dos comerciantes durante o debate.

Outro ponto preocupante  e também de dever da prefeitura em solucionar é quanto a presença de moradores de rua em pontos diversos da cidade e que cada vez mais tem aumentado, o que por sua vez acaba gerando um outro problema, a falta  de segurança.

Duas comerciantes deram relatos sobre o segundo e terceiro ponto abordado. Um delas disse que sofreu um arrastão em seu estabelecimento por menores de idade se passando por moradores de rua.

Já a outra comerciante relatou que foi agredida por um vendedor ambulante de fora da cidade por ter chamado a fiscalização da prefeitura, em razão de que vendedores ambulantes na cidade são proibidos por lei por danos e prejuízo à aqueles que contribuem para o desenvolvimento econômico da cidade com o pagamento de taxa e demais impostos.

Ao inicio da reunião um outro assunto a ser resolvido segundo eles por etapas também foi debatido, sendo a baixa movimentação de turistas na região central, desequilibrando o pilar do turismo são-roquense, o que para eles precisa ser melhor distribuído.

Sobre os três pontos abordados na reunião, o Correio do Interior esteve presente no encontro e junto aos comerciante irá cobrar da prefeitura para que esses e demais problemas sejam solucionados, assim como também iremos fiscalizar se os mesmos foram atendidos.

O organizador do movimento Vicente Bernardes espera que após esses três problemas a serem resolvidos e mantidos como solucionados, novos encontros sejam realizados, dando sequência ao movimento.

“Muito se ouvia em um grupo do comerciantes sobre os problemas da região central  da cidade, mas ninguém fazia nada para que pudêssemos mudar isso, eis que demos inicio ao movimento com ajuda da mídia e com nosso dever de cobrar o poder público” disse ele.

One Comment

  1. Anderson

    24 de julho de 2018 at 13:45

    Eu acho que para ter turistas na cidade poderia transformar o largo dos Mendes em uma feira de artesanato com inspiração em embu das artes assim os turistas visitariam a feira e o centro de São roque como as construções antigas a praça da matriz e também seria legal ter um transporte para sair do largo dos Mendes para ir a estrada do vinho sky enfim é uma idéia pois não vejo outra forma de ter turistas no centro de São roque assim favoreceria o comércio e também os artesãos de São roque que não tem apoio para mostrar a sua arte pois aquela meia dúzia de barraca não praça da preguiça não pode ser chamado de feira do artesanato de São roque creio que assim funciona . Bom é uma opinião.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *